Artigos, Blog › 27/04/2017
A origem do vestido de noiva branco
168 Views

Você já pensou na cor do seu vestido? Bom, muito provavelmente ele será branco, gelo, off white, ou cores bem clarinhas como essas. Isto é bem comum e o vestido de noiva branco já virou tradição no Brasil e no mundo. Mas, você sabe o motivo desta tradição?
Diferente de outras simbologias que nasceram ainda na Antiguidade, a tradição da vestimenta branca é mais recente, pós Idade Média. Segundo historiadores, houve um tempo em que a noiva não precisava se preocupar com a cor, mas sim com a beleza e com o luxo do vestido. Isso porque o casamento era fruto de arranjos comerciais e, portanto, deveria mostrar à sociedade que as famílias tinham posses. Vermelho e preto, por exemplo, foram cores muito usadas pelas noivas da Idade Média.
E como chegamos ao vestido branco? Pesquisadores dizem que não há consenso sobre a origem dessa tradição, que é atribuída a três rainhas diferentes: há registros que indicam que a rainha Mary Stuart, da Escócia, foi a primeira a aderir a essa cor, ainda no século XVI. Ela teria feito essa opção para homenagear a família Guise, de sua mãe, cujo brasão era branco. Outro relato, no entanto, aponta que foi a Rainha Maria de Médici, da França, no século XVII, que causou um rebuliço na Corte ao ser a primeira mulher que decidiu se casar com um traje branco – o seu vestido ainda tinha detalhes em dourado e decote quadrado. Isso foi uma ousadia inédita à época, pois a estética religiosa vigente indicava o uso de cores escuras e vestidos fechados até o pescoço.
Mas a história mais conhecida conta que foi a Rainha Vitória da Inglaterra, já no século XIX, quem lançou a tendência do branco. Vitória foi uma das primeiras nobres a se casar por amor e isso talvez tenha transformado o vestido branco em um símbolo do romantismo.
Independentemente de quem lançou a moda, a verdade é que o vestido dos sonhos é, sem dúvida, uma das maiores prioridades de muitas noivas.

Via: Casar.com

Imprima Esta Postagem