Artigos, Blog, Dicas › 06/04/2015
10 valores para estruturar seu casamento
539 Views

namoradosgde

“Enquanto os sentimentos criam uma importância temporária, os valores produzem um significado, e propósito, duradouro à vida. Sentimentos podem gerar um relacionamento afetivo, mas os valores vão sustentá-lo. O poder do amor não vem apenas de seus sentimentos, mas vem dos seus valores.” – Steven Stosny, PhD

Nas relações pessoais, como também em todos os aspectos da nossa vida, a nossa atitude e intenção com que nós fazemos as coisas são tão importantes como as próprias ações que realizamos. Quando falamos de um casamento essa importância aumenta, pois são esses valores, atitudes e intenções que vão ditar se o sentimento que nutrimos pela pessoa ao nosso lado vai aumentar ou diminuir com o passar do tempo.

Dr. Phil McGraw, psicólogo, fala sobre 10 atitudes que devemos ter, ou aperfeiçoar, se desejamos melhorar as nossas relações e a forma como nós as vivemos; são simples mudanças individuais que irão afetar a vida a dois.

1. Responsabilizar-se pela própria relação

Nós somos pessoalmente responsáveis pelas nossas relações. Por vezes tentamos atirar a culpa para a pessoa que dizemos amar, ou tentamos nos fazer de vítimas, ou até culpamos pessoas de fora (familiares, amigos…), mas será apenas quando nos deixarmos de ver como vítimas e realmente começarmos a nos ver como pessoas capazes e com força, então só aí vamos poder contribuir para o bem-estar da relação.

2. Aceitar a vulnerabilidade

Quando nos permitimos sentir esperança, quando abrimos o nosso coração, corremos o risco de nos magoarmos, mas será que devemos permitir que esse medo de nos magoarmos nos impeça de agir e de lutar pela nossa felicidade? Devemos arriscar e lutar pelo que desejamos e amamos. Se permitimos viver com medo de arriscar, então não estaremos vivendo.

3. Aceitar a pessoa que amamos como ele/ela é

Quem está ao nosso lado deve sentir que são aceitos pelas suas virtudes mas, também, nas suas fraquezas. Ninguém é perfeito e, uma consequência disso é que todos temos, além das virtudes, algumas fraquezas e pontos negativos. Numa relação a dois é necessário existir uma atitude de aceitação e de tolerância para com a pessoa que se ama. Quando existe essa aceitação então irá existir uma maior aproximação dos dois.

4. Focar na amizade e no que é bom/virtuoso

Ligado ao ponto 3 segue este tema. Por vezes, durante discussões e momentos maus, temos a tendência de focar no que é mau e nas fraquezas da outra pessoa. Quando nos esforçamos para relembrar os bons momentos, as virtudes e tudo que é de bom, então o nosso espírito, o nosso coração, irá encher-se de amor e os problemas irão ser resolvidos com mansidão.

5. Elevar a autoestima da pessoa que amamos

Como consequência dos dois pontos anteriores temos este resultado – um aumento da autoestima da pessoa que amamos. Mostrar que essa pessoa tem qualidades e que nós somos capazes de vê-las e as elogiar aumenta a autoestima dessa pessoa. Quando somos capazes de aceitar a pessoa nas suas fraquezas e de ajudá-la a melhorar, também a estamos elevando. Quando ambos estão animados e com uma autoestima elevada o amor entre os dois vai sair grandemente fortalecido.

6. As nossas frustrações devem ser bem direcionadas

Antes de descarregar os nossos problemas e frustrações nos parceiros, devemos primeiro ponderar o que causou esses problemas. Quando fazemos isso vamos evitar criar discussões desnecessárias, vamos evitar magoar quem dizemos amar. Quando fazemos isso vamos focar no que é bom em vez do que é mau. Essa ponderação deve incluir sempre esta pergunta: porventura o problema não estará em mim?

7. Comunicar de forma direta

Quando existe um problema não há nada mais frustrante do que uma pessoa que é incapaz de dizer, diretamente, qual é o problema. Uma pessoa assim normalmente vai estar com rodeios ou até poderá dizer uma coisa enquanto a sua postura indica algo diferente (imagine alguém que diz que algo a fez feliz, mas a sua cara está triste). Nós devemos ser honestos com as nossas emoções e nos esforçar para expressá-las de forma madura e responsável.

8. Procure ser feliz em vez de procurar estar certo

Quando observo casais que estão atravessando problemas devido à discussão sobre um tema eu costumo perguntar se eles desejam viver um amor ou se procuram apenas estar certos e ganhar a discussão. Quando decidimos ser felizes em vez de procurar estar certos em todas as coisas, nós seremos capazes de ser mais receptivos, amorosos e tolerantes quando as provações chegam.

9. A união deve estar acima dos problemas

As discussões vão surgir, mas a forma como nós reagimos é que pode, e deve, mudar. Infelizmente, é normal que durante discussões mais intensas uma pessoa use de ameaças e acusações para manipular a outra parte, nem que seja para que se sinta culpada de algo. Quando fazemos o esforço para evitar esse tipo de reação, então existirá espaço para uma conversa civilizada onde o bom senso, o amor e a paz irão decidir as conclusões.

10. Agir em vez de apenas sentir

Amor é mais do que uma simples palavra ou sentimento. Amor implica ação. Devemos traduzir o que sentimos em ações; só assim seremos capazes de ultrapassar problemas, de exprimir o que realmente sentimos e, como resultado final, só assim seremos capazes de tornar a nossa relação em algo realmente bom.

Por João Pedro Martins – familia.com.br

Imprima Esta Postagem